quinta-feira, 3 de outubro de 2019

Clube da Voadora parte 3

Mim ajuda?
Que tal?

BJK, Inté

segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Clube da Voadora parte 3

Ei amiguinho.
Dá uma força pra mim no https://www.padrim.com.br/hugonanni
Que tal?

BJK, Inté

Clube da Voadora parte 3

 Voltando a postar.
Em Setembro de 2009 lancei Clube da Voadora, a primeira revista que publiquei de forma autoral (já tinha sido publicado em coletâneas, com histórias curtas em duas revistas, a Hangar Especial com a HQ "Passarinhos" em 2008 e um ano antes, em 2007 saiu uma HQ na revista do Toninho do Diabo, pela qual fui premiado num concurso em 2004), uma revista independente.
Lembro-me que na época estava entusiasmado por uma crescente leva de artistas de diversas partes do país que estavam se arriscando a bancar suas publicações impressas. Naqueles anos eu já estava participando do Coletivo Jundcomics, que era a junção de alguns amigos daqui da região de Jundiaí-SP, cidade que vivo desde que nasci, e que sempre que podiam agitavam a cena cultural da cidade com eventos voltados a cultura pop. O cenário naqueles tempos não era como hoje, em que quase todo mundo sabe nome de super heróis, era um território árduo a ser desbravado ainda. Então a gente se reunia ora na minha casa, ora na casa de outro integrante com a intenção de fazer quadrinhos. Saiu muuita paródia, muita saga que ficou pelo caminho sem conclusão, algumas ideias boas brotaram dessas caóticas mas divertidas reuniões. Regadas a lanches de mortadela com a famosa Turbaina da Ferraspari, refrigerante tradicional da cidade, roteiros eram escritos, fanzines eram desenhados e dependendo do tempo eram até impressos alguns exemplares.
Era uma época feliz e até ingênua que vivíamos, pois não tínhamos a menor noção do que era publicar uma edição e depois pensar em distribuir, vender, estabelecer contatos e etc.
Fazíamos as coisas mais pelo tesão mesmo, por reunir o pessoal, fazer roteiros bobinhos e desenhar muito. O Jundcomics já existia antes de minha participação, mas acho que na época eu acabei contribuindo para que o grupo tomasse um novo fôlego, tanto é que depois saíram mais alguns zines com a participação dos integrantes e eu fui inserido nesse processo. Em 2009 o Jundcomics lançou a revista Liga Jundiaiense de Super Heróis, quase ao mesmo tempo que Clube da Voadora #1, e praticamente no mesmo esquema que saiu a minha revista solo.
Eu sou muito,mas muito grato mesmo ao Jundcomics, pois todos eles fizeram com que eu não me sentisse sozinho pra produzir meus trabalhos, e de quebra muitos viraram de fato meus amigos. Minha gratidão é eterna a esses meninos. Hoje nem todos estão fazendo esse tipo de trabalho, nem nada relacionado a arte, mas certamente quero deixar registrado o quanto me ajudaram, mesmo sem querer. Obrigado ao Ede, Celio, Alexandre e Rodolfo.
Se eu fosse reeditar a revista Clube da Voadora a dedicatória mais coerente seria pra vocês.
E Clube da Voadora só existiu porque vocês viram, me ajudara deram muitos toques e prestigiaram meu esforço. Não foi fácil, mas saiu.
E assim vai, agora retomo, 10 anos depois pra tentar dar um novo rumo pra esses personagens e seu universo.
É isso.
Inté

domingo, 21 de abril de 2019

Clube da Voadora parte 3

E aí?

Não é que estamos tocando o projeto em frente, quem diria, né?

Se for pensar no que passei nesse intervalo entre as edições 2 e 3, talvez, se pensasse bem não estaria em condições para produzir arte, ou entretenimento, como queiram. 

Não que tenha descoberto isso só agora, mas sou teimoso. Principalmente em acreditar em mim, no meu potencial, no meu talento, na dedicação com que encaro desafios.

Clube da Voadora é um grande desafio pra mim. Foi meu primeiro quadrinho, totalmente criado por mim,e só fui atrás de gente pra me ajudar a fechar o arquivo da revista, porque não tenho ainda as manhas disso, pra em seguida enviar na gráfica. E isso foi um grande trunfo pra alguém que fazia quadrinhos e guardava tudo, ou no máximo mostrava a um amigo. 

Clube da Voadora me ajudou a solidificar a arte dentro de mim. O discurso que está nessa HQ é muito do que eu era/pensava e acompanha minhas transformações como autor e também como pessoa. 

É óbvio que nem tudo a gente acerta, e tem coisa que fiz na edição 1 ou na 2 que não faria hoje, por uma série de fatores. Mas o legal é isso, é a arte acompanhando o artista e mudando com ele também.

É isso por enquanto.
A gente se vê.
Inté.

quarta-feira, 17 de abril de 2019

Clube da Voadora parte 3

Aí está a página 2 da nova história de CdV#3, nossa mocinha está numa sessão de terapia.
Será que a Dra. Tyller vai ajudar Wabs a superar certos traumas?? 
Acompanhe e se possível apoie minha produção artística doando uma pequena quantia em dinheiro para minha campanha no Padrim .
Certamente vai me ajudar muito.
Próxima semana tem mais.
Inté. 

sábado, 13 de abril de 2019

Clube da Voadora parte 3

Olá, faz tempo que não apareço por aqui, né?
Me desculpa, mas as coisas andaram agitadas desde as últimas vezes em que postei aqui, faz mesmo muito tempo. Eram tiras de uma possível 2ª temporada de Turma da Margem, que ainda não se desenvolveu. 
Eu queria ter produção constante, no sentido de dar ao blog exclusividade, e, principalmente, dar um retorno aos amigos que me apoiaram durante um bom tempo aqui. Mesmo quando eu fiquei afastado, sem postar nada. O apoio ao artista é fundamental pra que o ciclo se feche. Não há arte escondida do seu público, em porões, arquivos de computador, onde só o autor pode contemplar.
Fiz um Padrim  e amigos me ajudaram, me senti querido e minha arte valorizada. Fiz questão de entregar as recompensas em mãos e agradecer meus padrinhos. Foi muito legal.
Mas como disse no início deste texto, as coisas ficaram agitadas. Muitos problemas aconteceram, pouca gente soube, porque não gosto muito de falar sobre minha vida pessoal. Mas o fato é que mesmo não parando de produzir, eu fiquei meio atrapalhado pra por ideias minhas com coerência pra desenvolver um roteiro de HQ. Muitas ideias surgiram, algumas eu consegui avançar em desenvolvimento e outras ainda não. 
Alguns amigos me pediram colaboração, parcerias em trabalhos de HQs e isso foi muito bom porque permitiu que eu não ficasse parado.
E saíram trabalhos belíssimos, dos quais tenho grande orgulho. Parcerias que me proporcionaram testar uma gama de versatilidade que eu mesmo não achava que tinha. Foi sensacional. Por isso o agradecimento de coração em ordem das publicações das antigas pras recentes ao Gian Danton, Leonardo Melo, Lexy Soares e a Larissa Palmieri, vocês não tem ideia do quanto me ajudaram.
Mas, inquieto, como todo artista deve ser,eu queria desenvolver também minhas HQs, com meus personagens, meus universos, enfim... 
Clube da Voadora parte 3 foi e voltou varias vezes no meu texto, fiz tantas modificações que a HQ já é outra totalmente diferente da ideia original...
Quer dizer, totalmente não, é exagero meu, porque desde o princípio eu tinha ideia de onde queria chegar. Só que a trama foi encorpando, com novos elementos, novos cenários,  e quem sabe personagens também...
Em 2017 fiz um curso de roteiro com o Daniel Esteves, da escola HQ em Foco, e muita coisa foi clareando na minha cabeça. Espero estar conseguindo usar os elementos que aprendi lá, porque achei mesmo que o curso me ajudou de alguma forma.
A HQ do Clube da Voadora é especial pra mim, pois são os primeiros personagens que publiquei, de forma independente, e são crias minhas. Tem um pouquinho do que sou em cada um destes garotos, tem um pouquinho do que acredito ou discordo numa sociedade, talvez.
E depois que lancei a numero 2 fiquei com a sensação de que deveria seguir em frente pra, pelo menos fechar o arco dessa história.
Muita coisa rolou desde então, mas só agora estou tendo coragem de tentar dar um desfecho pra este arco. Eu espero conseguir fazer isso em respeito ao público que comprou minhas revistas e está ansioso pra uma continuação dessa história.
Não sei como será a periodicidade das publicações aqui nesse blog, mas espero poder dar um padrão nas minhas publicações. Principalmente agora que estou com tempo livre, sem ninguém pra "cuidar" da minha vida (ops, falei demais, rs)
Bem espero que gostem e se puder deixem opiniões sobre o trabalho publicado. Irei ler com atenção e respeito.
Um abração
Inté.


segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Participei de trabalhos de amigos esse ano todo. Veja

Página de Undeadman, com o roteiro do Leonardo Melo

 Página de ZéMurai- Vocação, com o roteiro da Jéssica Gonçalves

Página de Rebeca, com o roteiro do Lexy Soares


Tira de Beltranos e Beltranas, do Pedro Balboni, reinterpretação.


Agradeço a todos os amigos envolvidos nestes projetos, que confiaram no potencial do meu trabalho pra transformar seus textos em HQs.

E em 2018 estarei focado nos meus projetos pessoais, então vamos ver o que rola até lá!


Me ajudem no PADRIM